geral@vidasfelizes.com

"Filho(a) que desarrumação vem a ser esta? Por favor vai tomar banho, pareces um porco mal cheiroso!? Tu és teimoso, nunca me ouves! Eu já te disse que não é assim que se faz…"

Qual o jovem que já não ouviu e ouve estas frases de vez enquanto? São frases que por vezes nos deixam irritados, e  não conseguimos entender, pois achamos que não estamos a fazer mal nenhum. Hoje quero falar especialmente para Jovens que se sentem frustrados, e que acham que sofrem muitas injustiças dos pais.

Desde que me conheço sempre tive o desejo no meu coração de ajudar as pessoas. Gosto bastante de ajudar, e de poder de alguma forma,ser um meio de alívio para alguém.

Contudo, por vezes as circunstâncias da vida e as dificuldades em todos os aspectos que enfrentamos,ficamos tímidos e envergonhados,deixamos de falar de Cristo,das boas novas,daquilo que Jesus veio fazer à Terra a outras pessoas. A nossa mente  paralisa e começamos a sentirmos por vezes limitados, e  atentamos  para aquilo que vemos à nossa volta,as nossas falhas,erros e limitações! Quem já passou por esta situação na sua vida como Cristão?

Nas ultimas semanas de 2017, ouvi várias vezes esta questão, em conversas com amigas e conhecidas, esta pergunta: É de Deus, ou não? E esta questão em diversos assuntos e contextos, mas vou centrar esta questão naquilo que os nossos filhos vêem e ouvem na televisão, e na escola com os colegas.

Todo o verdadeiro cristão, deseja na simplicidade do seu coração agradar a Deus em tudo, é um sentimento natural, que vem com o novo nascimento, quando passamos a crer em Jesus, todas as nossas prioridades são revistas e começamos a ter novos valores, e ainda para mais como pais queremos dar uma boa educação aos nossos filhos, e fazer o melhor cumprindo com o nosso papel de pais.